Em Boticas há 1.500 cabras e ovelhas a ajudar a prevenir incêndios rurais

Foto TR/VB

No concelho de Boticas há cerca de 1.500 cabras e ovelhas que estão a ajudar a prevenir incêndios rurais no âmbito de uma candidatura submetida pela cooperativa agrícola local ao programa “Cabras Sapadoras” lançado pelo Governo.

O projeto da Cooperativa Agrícola de Boticas (CAPOLIB), resulta de uma candidatura apresentada ao programa “Cabras Sapadoras” que contou com a adesão de 10 pastores, tem 1.500 ovinos e caprinos e uma área de cerca de 100 hectares.

No terreno os animais pastam em zonas de risco de incêndio, fazendo a gestão de combustíveis e a limpeza de matos.

O presidente da cooperativa, Albano Álvares, disse à Lusa que, em Boticas, o projeto está “alicerçado nas novas tecnologias”, explicando que os rebanhos possuem um ‘kit’ de georreferenciação para seguir em permanência os trajetos dos animais e no terreno as cercas são alimentadas por energia solar.

Acrescentou que o financiamento de cerca de 50 mil euros vai ser distribuído pelos pastores ao longo dos cinco anos de duração do projeto, estando no segundo ano de implementação.

“Os rebanhos estão a contribuir, aliás eles contribuíram toda a vida, mas depois com o abandono do mundo rural obviamente que cada vez vai havendo menos pastores. Mas se nós fizermos uma localização precisa dos locais onde há probabilidades de incêndio e se pusermos os animais a pastorear nesses territórios, obviamente que eles mitigam e muito os incêndios nesses locais”, salientou o dirigente.

PUB
FONTEAgência Lusa