Entre o passado e o futuro, a memória – vamos falar

Sessões de partilha e discussão

Foto Rui Mendes

A 2.ª Fase do projeto Entre o passado e o futuro, a memória vai iniciar no próximo dia 20 de maio. Esta fase, consiste em sessões de partilha, onde os participantes são convidados a refletir sobre temas relativos à região.

O PROJETO PRETENDE ACOLHER AS PESSOAS, AS SUAS HISTÓRIAS E OS SEUS DEPOIMENTOS, GUARDÁ-LOS E A PARTIR DELES CRIAR MÚSICA.

Terra firme 20 maio | 18h30 – 20h | Centro de Artes Nadir Afonso, Boticas
Ser pai e ser mãe, é ser terreno fértil para que o milagre da vida aconteça e para que um pequeno ser cresça. Ser pai e ser mãe é ser adubo, é providenciar através de si mesmo, tudo o que uma criança precisa para crescer, é ser o conforto, é ser a terra firme dos filhos. Esta sessão é para todos aqueles que são terra firme de alguém, para pais, avós, tios…Vamos falar sobre a experiência da parentalidade na nossa região, sobre as maravilhas, os desafios, as dificuldades… Quais são os receios? O que queremos para os nossos filhos? Que futuro sonhamos para eles?

Construir uma vida 21 maio | 18h30 – 20h | Centro de Artes Nadir Afonso, Boticas
Nesta sessão, os participantes serão convidados a partilhar experiências e a mostrar o seu ponto de vista relativamente às possibilidades, oportunidades e desafios encontrados em construir uma vida no município de Boticas. Vamos falar?

Curso da vida 22 maio | 15h – 16h30 | Centro de Artes Nadir Afonso, Boticas
Terminado o 9º ano de escolaridade, chega o momento de escolher o que fazer a seguir. Pensamos e sonhamos com o curso ideal e com o futuro que nos espera. Chega o momento de decidir e a partir daí mudar o curso da vida.Nesta sessão vamos partilhar experiências e falar sobre as decisões que um jovem tem de tomar quando termina o 9º ano de escolaridade, o que estas implicam e quais os impactos delas nas suas vidas e na vida dos seus familiares.Esta sessão é para jovens dos 13 aos 18 anos de idade, que já passaram, estão a passar, ou irão passar por esta fase.

Filho de Trás-os-Montes 23 maio | 16h – 17h30 | Sessão on-line através do Google Meet
“Acossados pela necessidade e pelo amor da aventura emigram. Metem toda a quimera numa saca de retalhos, e lá vão eles.” (…) “O nome de Trasmontano, que quer dizer filho de Trás-os-Montes, pois assim se chama o Reino Maravilhoso de que vos falei.” – Miguel TorgaVamos falar sobre a emigração.Esta sessão é para os que vão, os que ficam, os que voltaram, os que querem ir e é, também, para os seus familiares e amigos. É para todos os “filhos de Trás-os-Montes”, espalhados pelo mundo.

Vou falar-lhes dum Reino Maravilhoso 19 junho | 10h – 12h30 | Boticas Parque
“Vou falar-lhes dum Reino Maravilhoso. Embora muitas pessoas digam que não, sempre houve e haverá reinos maravilhosos neste mundo. O que é preciso, para os ver, é que os olhos não percam a virgindade original diante da realidade, e o coração, depois, não hesite.” – Miguel Torga
Em formato de workshop com actividades criativas e de interacção com a natureza, vamos descobrir os diversos imaginários que cada um de nós tem sobre o espaço que habitamos. Que mistérios se escondem nestas montanhas? Que seres mágicos habitam neles? O que nos faz sonhar?

Durante as sessões, será respeitado o distanciamento físico e a utilização de máscara será obrigatória. Participação limitada a 15 pessoas.  

Para participar é necessário inscrição, informando em qual das sessões deseja participar.
A inscrição poderá ser feita através do e-mail entreopassadoeofuturo.amemoria@gmail.com, ligando para 911 168 453 ou através da página de Facebook www.facebook.com/entreopassadoeofuturo.amemoria.

Entre o passado e o futuro, a memória é um projeto de arte comunitária pensado pela dornelense Beatriz Mendes para o programa Terra a Terra da Orquestra Sem Fronteiras / Orquesta Sin Fronteras, com o mecenato da Fundação “la Caixa” e apoio do Município de Boticas.

PUB
FONTEEntre o passado e o futuro, a memória