No alto do Castro do Côto dos Corvos (ou Couto dos Corvos), sobranceiro à margem esquerda do rio Rabagão, beneficia-se de uma paisagem deslumbrante, desde as serras do Larouco e do Gerês, a Norte e Noroeste, até às serras da Cabreira e Marão, a Sul.

É um dos mais proeminentes relevos da região, dominando o amplo vale do curso médio do Rio Rabagão, autêntica varanda para a vulgarmente designada Barragem dos Pisões ou Barragem do Alto Rabagão, a segunda maior barragem do país. A elevada altitude a que este castro se encontra (aprox. 1200 m) faz deste espaço um excelente miradouro da região do Barroso.

Cornos das Alturas. Foto TR/VB

O Couto dos Corvos, e o seu vizinho, o Couto do Sudro (à esquerda na imagem), constituem os chamados Cornos das Alturas, que, na paisagem planáltica do Barroso, são o referente orográfico que identifica a região.

O miradouro faz parte da Rede de Observatórios SIPAM.

O miradouro Teto do Mundo faz parte da Rede de Observatórios SIPAM – Sistemas Importantes do Património Agrícola Mundial, implementados na região do Barroso nos municípios de Boticas e Montalegre.

Localização

O miradouro Teto do Mundo localiza-se no município de Boticas, a 19 km (25 minutos de carro) da sede de concelho via R311 (direção Salto) e M520.

Coordenadas GPS: 41.714417, -7.827056

Ver no Google Maps