Paula Rego no MACNA de 9 de julho a 18 de outubro

De 9 de julho a 18 de outubro no Museu de Arte Contemporânea Nadir Afonso (MACNA), em Chaves.
Foto MACNA

A exposição “O grito da imaginação”, reúne obras da pintora da Coleção de Serralves, realizadas entre 1975 e 2004 e representativas de várias fases de produção desta artista.

Cruzando memórias pessoais e referências da tradição pictórica e literária, o trabalho de Paula Rego caracteriza-se por uma obsessiva abordagem aos aspetos mais sombrios, profundos e ambíguos das relações humanas. Em composições repletas de humor e ironia ou em narrativas pictóricas densas e cuidadosamente cenografadas, Rego explora temas como o poder e a obediência, a dor física e psicológica, a vergonha e o orgulho, a violência, a solidão e a sociabilidade.

De 9 de julho a 18 de outubro no Museu de Arte Contemporânea Nadir Afonso (MACNA), em Chaves.

 


PUB