Já começaram as obras de restauro na igreja de Santa Maria de Covas

O mais notável exemplar da arquitetura religiosa de estilo românico-gótico da região do Barroso, a igreja de Santa Maria de Covas, está a ser alvo de obras de restauro e conservação no âmbito do Plano Românico Atlântico, junto com a igreja de Serzedelo em Guimarães, em consequência da construção das barragens do Alto Tâmega pela espanhola Iberdrola.

A intervenção terá maior incidência no interior da igreja, nomeadamente na pintura mural e o teto e coro alto.

O Plano de Restauro do Românico Atlântico foi lançado em 2010, junta o Ministério da Cultura de Portugal, a Junta de Castilla y León e a Fundação Iberdrola e tem como objetivo o restauro e manutenção do património de arte românica, atuando em monumentos situados nas imediações dos rios Douro e Tâmega.

De acordo com a DRCN, o investimento global ascende a 4,5 milhões de euros e, para além da recuperação do património cultural, natural e social da região, o plano visa ajudar a dinamizar a atividade socioeconómica e potenciar os laços transfronteiriços entre Espanha e Portugal.

As intervenções em Boticas e Guimarães correspondem à segunda fase da execução do Plano Românico-Atlântico 2015-2018 na região norte de Portugal.

 

Visit Boticas / 15/10/2018 / Fotografia: TR

SUGERIR CORREÇÃO

 


PUB