Com cerca de 60 km2 e 47 sítios arqueológicos identificados, o Parque Arqueológico do Vale do Terva (PAVT) – um projeto conjunto do Município de Boticas e da Universidade do Minho -, justifica por si, várias visitas a Boticas.

Visitar o PAVT é uma experiência única. A variedade de caminhos e paisagens possibilita todas as experiências, fazendo viagens tranquilas ou seguindo percursos desafiantes que elevam os níveis de adrenalina ao máximo.

O Centro Interpretativo (CIPAVT), localizado na aldeia de Bobadela é a entrada para o parque. Os conteúdos expositivos fazem a ponte para a fruição da paisagem e do património, proposta através de 6 roteiros temáticos de visitação. Minas, Castros, Vias Antigas, Natura, Aldeias e Gravuras Rupestres (este último não se encontra sinalizado no terreno).

Foto TR/VB

O Visit Boticas selecionou 5 sítios do PAVT com percursos pedestres inferiores a 1 km (regresso não incluído) que vai querer conhecer.

Povoado das Batocas

Foto TR/VB

Próximo da aldeia de Ardãos, o povoado romano das Batocas (Rota das Minas), atualmente a ser objeto de estudos arqueológicos, é sempre uma boa opção para um passeio pedestre. Fica apenas a 900 metros da estrada que segue para Seara Velha e o percurso é muito bonito.

Lagoa do Brejo

Foto TR/VB

A Lagoa do Brejo (Rota Natura), resultante de uma antiga exploração mineira a céu aberto, constitui atualmente um extraordinário nicho ecológico, onde se conjugam, de um modo muito particular, espécies florísticas e faunísticas de grande valor para o conhecimento da biodiversidade do Vale do Rio Terva. A cerca de 750 metros do CIPAVT.

PUB

Gravuras Rupestres do Souto Escuro

Gravuras Rupestres do Souto Escuro
Foto TR/VB

Também perto da aldeia de Bobadela, encontra-se o conjunto de gravuras rupestres mais importante do concelho, as Gravuras Rupestres do Souto Escuro 1 (Rota das Gravuras), que impressionam pela escala monumental e arte. O percurso pedestre com cerca de 500 metros não se encontra sinalizado no terreno, mas o VB ajuda a chegar lá!

Clique na figura para ampliar.

Recomenda-se o uso de um sistema de navegação GPS ou aplicação para smartphone equivalente. Coordenadas: N 41.72397° W7.62765°.

Castro de Sapelos

Foto TR/VB

O Castro de Sapelos (Rota dos Castros) localiza-se num promontório em esporão alongado, beneficiando de uma vista privilegiada sobre a maior parte do Vale Superior do Rio Terva. Este local integra a lista As 10 vistas mais espetaculares de Boticas. A cerca de 700 metros da estrada nacional 103. Recomendamos que estacione a viatura próximo da paragem de autocarros de Sapelos (construção em betão), a 200 metros do início do percurso sinalizado.

Castro do Cabeço

Foto TR/VB

Sobre um cabeço a meio da vertente sul da Serra do Leiranco, dominando a ampla veiga que se estende até ao rio Terva desde Bobadela até Boticas, ergue-se o Castro do Cabeço, povoado defendido por três robustas linhas de muralhas circundantes, antecedidas no lado oriental por um fosso largo e fundo, com talude exterior. A cerca de 500 metros da estrada nacional 103, depois da aldeia de Sapiãos (direção Montalegre).

No Centro de Interpretação do PAVT em Bobadela são cedidos mapas com a informação indispensável à realização dos roteiros.

Fonte: Unidade de Arqueologia da Universidade do Minho 2014, Rotas do Parque Arqueológico do Vale do Terva, Câmara Municipal de Boticas, Boticas. 

PUB
Tiago Rodrigues

Tiago Rodrigues é designer gráfico e editor de arte da UMinho Editora. Fundou em 2017 o Visit Boticas, onde desempenha várias funções, desde a gestão e direção editorial, ao design e produção de conteúdos.