Festa do Senhor do Monte em Pinho

A festa realiza-se anualmente no último domingo de julho, no Santuário do Senhor do Monte em Pinho. Localizado na Serra do Facho, é um dos maiores santuários do concelho, tem uma igreja com duas torres, a casa dos andores, e à volta uma vasta zona de pinheiros e um espaço para merendas.

Conta a lenda, perpetuada pela tradição oral:

No tempo de antigamente não havia lá nada, apenas um caminho por onde passavam os almocreves* que tudo comerciavam. O espaço onde hoje está localizado o santuário era local de descanso onde costumavam parar e onde se encontrava um nicho onde os almocreves colocavam uma esmola apelando à proteção divina que os protegesse dos ladrões.

Até que um dia, segundo a lenda, apareceu nesse sítio, em cima de um monte de pedras onde ainda hoje se podem ver as pegadas, o Senhor do Monte.

As gentes da terra pegaram no santo e levaram-no para a igreja de Pinho, mas o santo teimava em aparecer no mesmo lugar. Até que as pessoas se renderam à sua vontade e construíram uma capelinha junto ao lugar onde ele apareceu e no monte de pedras colocaram uma cruz.

Com o passar do tempo o dinheiro das esmolas foi sendo cada vez mais. Tal fama de protetor conquistou, que construíram uma igreja em pedra, carrada em carros de bois pelos lavradores das aldeias da freguesia.

 

 

É considerado o protetor dos animais e em sua honra realiza-se anualmente esta festa. Manda a tradição que no sábado, dia reservado à bênção dos animais, os lavradores levem o gado até ao santuário e com ele dêem três voltas à igreja. Muitos são os percorrem longas distâncias, não só do concelho, mas também de concelhos vizinhos, outrora a pé, agora em carrinhas, para levarem os seus animais até ao santuário em busca da proteção do santo.

 

*Os almocreves eram pessoas que conduziam animais de carga e/ou mercadorias de uma terra para outra em Portugal, durante a Idade Média e até tempos bem recentes – meados do século XX.

 

Fonte: Câmara Municipal de Boticas 2006, Preservação dos Hábitos Comunitários nas Aldeias do Concelho de Boticas, Boticas / Fotografia: TR

SUGERIR CORREÇÃO

 


PUB