Fazendo visitas tranquilas ou seguindo percursos mais desafiantes, Boticas possibilita todas as experiências, no seio de um ambiente rural único, que ainda permanece puro e alheio à confusão rotineira dos grandes centros urbanos.

Os 5 sítios que não pode deixar de visitar são uma seleção Visit Boticas.

Boticas Parque

Foto TR/VB

O Boticas Parque é um dos locais mais visitados do concelho e o ideal para programas em família. Associa biodiversidade e natureza com conhecimento e lazer, apresentando-se como um importante núcleo ativo na promoção da conservação e preservação do meio ambiente, em estreita articulação com a comunidade.

Conheça aqui algumas das atividades.

Casa Museu Quinta do Cruzeiro

Foto TR/VB

A casa de habitação da Quinta do Cruzeiro, também conhecida por Casa dos Silvas, foi em tempos parte de uma estrutura agrária mais vasta, composta por casais dispersos, que serviam para o sustento dos proprietários e criados.

Da casa fazem parte, um lagar de vinho, uma adega, um alambique, armazém de alfaias, armazém de azeite e vinho, armazém ou despensa de carne, armazém de batatas, corte dos porcos, corte da burra, curral de galinhas e coelhos, o tulhão – complexo da eira, canastros e edifício de armazenamento e alojamento de trabalhadores temporários -, um moinho e lagar de azeite.

Existem ainda um engenho hidráulico para serrar madeira, um engenho de maçar o linho e uma pequena cabine para produção de electricidade aproveitando o movimento da água.

Centro de Artes Nadir Afonso

Foto Fernando Guerra/Fundação Nadir Afonso

Inaugurado em 2013, o Centro de Artes Nadir Afonso, é o resultado de uma parceira entre a Câmara Municipal de Boticas e a Fundação Nadir Afonso.

A parceria entre as duas entidades permite aos botiquenses, em particular, e a todos os visitantes de Boticas, fruir gratuitamente de uma parte do espólio da família do pintor, e de parte do acervo da Fundação.

PUB

Igreja de Santa Maria de Covas do Barroso

Foto TR/VB

A Igreja de Santa Maria de Covas é o mais notável exemplar da arquitetura religiosa de estilo românico-gótico da região do Barroso, datável do século XIV.

Com um exterior austero, de poderosas faces graníticas, que na cabeceira enquadram uma bela fresta decorada, a igreja de Santa Maria de Covas guarda no seu interior uma deslumbrante decoração de pinturas murais e o túmulo com estátua jacente de Afonso Anes de Barroso, datado de 1459.

Parque Arqueológico do Vale do Terva

Plataforma de observação do Castro de Sapelos. Foto TR/VB

Com cerca de 60 km2 e 47 sítios arqueológicos identificados, o PAVT justifica por si, várias visitas a Boticas. Se não tiver tempo para mais, deixamos-lhe duas sugestões. O Castro de Sapelos, um dos povoados fortificados mais impressionantes do concelho, de onde se beneficia de uma deslumbrante vista sobre o Vale Superior do Rio Terva. E as Minas do Limarinho, onde as cortas e lagoa, resultantes da extração mineira romana, constituem a mais notável expressão paisagística da mineração antiga do Vale do Terva.

Minas e lagoa do Limarinho. Foto TR/VB

O Centro Interpretativo, localizado na aldeia de Bobadela é a entrada para o PAVT – os conteúdos expositivos fazem a ponte para a fruição da paisagem e do património in loco, proposta através de roteiros de visitação.

Fontes: Boticas Parque / Casa Museu Quinta do Cruzeiro / Unidade de Arqueologia da Universidade do Minho 2016, Boticas o Espírito dos Lugares, Boticas; Unidade de Arqueologia da Universidade do Minho 2014, Rotas do Parque Arqueológico do Vale do Terva, Câmara Municipal de Boticas, Boticas. 

PUB
Tiago Rodrigues

Tiago Rodrigues é designer gráfico e editor de arte da UMinho Editora. Fundou em 2017 o Visit Boticas, onde desempenha várias funções, desde a gestão e direção editorial, ao design e produção de conteúdos.