Parque Arqueológico do Vale do Terva

parque-arqueologico-do-vale-do-terva

Minas / Castros / Vias / Natura / Aldeias / Gravuras

O Parque Arqueológico do Vale do Terva/PAVT é um projeto conjunto do Município de Boticas e da Universidade do Minho, iniciado em 2006, desenhado como uma unidade de gestão da paisagem cultural. O PAVT é um parque arqueológico com carácter geográfico contínuo, que integra um conjunto de valores culturais e naturais, que se constituem como recursos relevantes e representativos das diversas paisagens que se conformaram no território, incorporando infraestruturas de visitação, como o Centro de Interpretação e o núcleo etnológico da Casa das Memórias, em Bobadela, circuitos interpretados e plataformas de observação dos recursos patrimoniais.

 

Porque percorrer a paisagem proporciona uma mais fácil compreensão dos seus diferentes significados, colocam-se ao dispor do visitante diversas propostas de roteiro pelo PAVT. Através destes percursos interpretados, pretende-se que o visitante vivencie as singularidades do Vale do Terva e que “veja as coisas como elas são”, que aqui também construa memórias, seguindo os caminhos das gentes, dos bichos e dos elementos naturais.

Html code here! Replace this with any non empty text and that's it.


O Centro Interpretativo, localizado na aldeia de Bobadela, é a entrada para o PAVT – os conteúdos expositivos fazem a ponte para a fruição da paisagem e do património in loco, proposta através de roteiros de visitação. O objetivo maior é o da promoção deste território, apoiado na exploração das suas potencialidades ao nível do turismo histórico, etnográfico e natural.

Horário do Centro Interpretativo de Bobadela

Jan. – Mar. / Out. – Dez.
De terça-feira a sexta-feira
Das 10h00 às 12h30 e das 14h00 às 17h30

Abr. – Set.
De terça-feira a sábado
Das 10h00 às 12h30 e das 14h00 às 17h30

Entrada gratuita

Marcações de visitas (grupos) pelo telefone (+351) 276 410 200
Email: pavt@cm-boticas.pt

 

Localização

O Centro Interpretativo fica localizado na aldeia de Bobadela a 7,8 km da sede de concelho (11 minutos de carro) via N312 (direção Chaves).

Ver no Google Maps

 

Fonte: Unidade de Arqueologia da Universidade do Minho / Fotografia: TR/VB